Pages

terça-feira, 11 de maio de 2010

Fera contida

Sou fera contida
um dia noite, outro não
um dia amor, outro paixão

sou animal selvagem
valente ou covarde

companhia misturada com solidão
um prato de lealdade
e por isso ninguém quer

sou fera contida...
uma garantia não garantida.

4 comentários:

franck disse...

uma fera contida é um gde mistério...
Voltei aqui, e, vc já foi ler uns poemas comigo?
Franck

Bruno Cassiano disse...

Olá sou Bruno Cassiano dono de um blog chamado mundo leitor, estou te convidando a ser postadora de lá. Se tiver interessada visite-nos e deixe seu e-mail no comentario de alguma postagem.

B. disse...

muito bom teu poema! :D

Talles azigon disse...

eis que belo poema, lembrou-me ferreira gullart

traduzir-me uma parte na outra parte que é questão de vida ou morte, será arte?

Postar um comentário